Crise mundial mantém os preços em queda, mas diesel e gasolina nacionais seguem acima da paridade

RIO – De acordo com a atualização mais recente, em 30 de março de 2020, o preço médio do diesel na refinaria nacional ficou R$ 0,09/litro (ou 6,2%) acima do preço no Golfo do México (EUA). Os baixos níveis do preço do barril do petróleo permanecem influenciando a evolução dos preços dos derivados. O preço internacional do diesel decresceu 1,2% com relação ao preço da semana anterior (23/03), por outro lado a taxa de câmbio (R$/US$) teve aumento de 1,6%. Em 28 de março, a Petrobras realizou uma nova redução nos preços de refinaria do diesel, de 3%.

Veja o histórico dos últimos 12 meses no gráfico abaixo:

Na média semanal (de 23 a 30 de março), o preço do óleo diesel na refinaria nacional ficou R$ 0,12/litro (ou 7,5%) acima do preço no Golfo do México (EUA).

O preço da gasolina doméstica ficou R$ 0,27/litro (ou 32,2%) acima do preço no Golfo do México (EUA), em 30 de março. Contribuiu para o resultado, a elevação no preço internacional da gasolina e a variação da taxa de câmbio, já citada. Em 28 de março, a Petrobras, também, reduziu em 5% (média Brasil) o preço da gasolina em suas refinarias.

Acompanhe a variação nos últimos 12 meses:

Na média semanal (de 23 a 30 de março), o preço da gasolina na refinaria nacional ficou R$ 0,44/litro (58,8%) acima do preço do Golfo do México (EUA).

O mercado de petróleo e seus derivados permaneceu sob influência do avanço da pandemia do coronavírus, que vem enfraquecendo a perspectiva econômica global no curto prazo e a demanda por petróleo. Em paralelo, perdura o conflito entre Arábia Saudita e Rússia, que está mantendo os baixos níveis das cotações do barril de petróleo.

Veja a variação anual.

(Fonte: CBIE)

Comments are closed.

Navigate
EnglishPortuguese