CBIE Petrobras

Petrobras corta investimento e quer reforçar agenda ambiental

Por Fontes Externas

A Petrobras anunciou ontem uma redução de US$ 20 bilhões em seus planos de investimento para os próximos cinco anos. O Plano estratégico para o período 2021-2025 prevê investimentos de US$ 55 bilhões e reflete o impacto da pandemia do covid-19, que reduziu o preço e a demanda da commodity no mundo. Esse é o segundo corte na projeção de orçamento feita pela companhia sob o comando de Roberto Castello Branco desde janeiro de 2019.

O detalhamento dos planos estratégicos mostrou que a petroleira decidiu trocar uma alta mais forte na produção por ativos mais lucrativos. A decisão levou à redução das previsões de crescimento e reforçou a prioridade no pré-sal e na redução da dívida. Uma novidade fora dos números foi o destaque às preocupações ambientais. A mensagem é que, mesmo com as forças voltadas ao combustível não renovável, a Petrobras também quer ser “verde”.

Do total dos investimentos, 84% será voltado para o setor de exploração e produção, sendo que a maior parte, US$ 32 bilhões, aplicados na região do pré-sal, onde a Petrobras tem conseguido produzir a custos compatíveis com o declínio do preço do petróleo.
Para o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, o plano é coerente com a atual gestão, que tem deixado claro que vai focar no seu principal negócio, a exploração do pré-sal. “Foi um, plano que não me surpreendeu e está bem fundamentado.”

“Claro que se a empresa continuar desinvestindo, essa curva (de produção) pode ser revista”, disse Tasso Vasconcellos, analista da Eleven Financial. Ainda assim, ele considera que o plano é positivo em um prazo mais longo. “Historicamente, o foco da Petrobras nunca foi a eficiência, mas isso está mudando.”

 

Fonte:
Créditos da foto de capa: (Por  Donatas Dabravolskas /Shutterstock)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Tags: Adriano Pires, Pandemia, Petrobras, pré-sal

POSTS RELACIONADOS

    SIGA NOSSA NEWSLETTER

    ENERGIA SEMANAL