O QUE É PRÉ-SAL?

Por CBIE

Abaixo do oceano existem as camadas pós-sal, sal e pré-sal, nessa ordem, como pode ser visto na Figura 1. A camada pré-sal corresponde às reservas de petróleo formadas temporalmente antes da camada de sal e que se situam abaixo dela.

Figura 1 – Representação Ilustrativa da Camada Pré-Sal

Fonte: CBIE

No Brasil, a descoberta de petróleo no pré-sal pela Petrobras nas bacias de Santos (SP) e Campos (RJ) criou grande expectativa quanto ao potencial de geração de recursos, investimentos, emprego e renda. Além do grande volume descoberto, as reservas são compostas por óleo leve, diferente do que se tinha como predominante no país até então.

Devido à importância estratégica do pré-sal, o governo federal determinou (Lei nº 12.351/2010) que a exploração e produção das reservas seria feita sob Regime de Partilha, no qual vence o leilão o consórcio que ofertar o maior percentual de excedente de óleo para a União. A Petrobras tem preferência sobre os blocos oferecidos e, se fizer parte do consórcio vencedor, necessariamente precisa deter ao menos 30% e ser operadora.

Como a formação laminar da camada pré-sal é anterior à formação da camada mais antiga de sal, seu acesso é mais difícil em comparação com as reservas tradicionais do pós-sal, além de mais profunda. Dessa forma, o descobrimento do pré-sal também estimulou avanços tecnológicos na indústria nacional, dado que as técnicas de exploração não eram capazes de atingir essa camada. Nos anos que sucederam a descoberta, houve grande investimento em pesquisa no setor que não só viabilizou a exploração desse petróleo descoberto, como também reduziu consideravelmente o seu custo de extração.

Atualmente o pré-sal brasileiro é responsável por aproximadamente metade da produção total do país, tendo atingido 55% em julho de 2018. Os principais campos são de Lula e Sapinhoá, operados pela Petrobras, que correspondem a 59% e 19% da produção no pré-sal, respectivamente. Ambos são, inclusive, os dois que mais produziram petróleo no Brasil em agosto de 2018.

O Gráfico 1 ilustra a importância do pré-sal, apresentando o histórico de produção dos últimos 12 meses dividido entre pré-sal, pós-sal e terra.

Gráfico 1 – Produção de Petróleo no Brasil: Terra, Pós-Sal e Pré-Sal


Fonte: CBIE, com dados da ANP

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tags:

POSTS RELACIONADOS

    SIGA NOSSA NEWSLETTER

    ENERGIA SEMANAL