Crise energética faz Europa cair em armadilha com políticas intervencionistas e estatizantes

Por Adriano Pires

Estado investidor trará de volta perda de eficiência, desperdício do dinheiro público e a velha prática populista

 

A crise por que passa o setor de energia, em particular, na Europa estão levando os governos a assumir políticas intervencionistas e estatizantes. Os erros cometidos pelas políticas energéticas europeias nos últimos anos vieram à tona com a pandemia e se acentuaram com a guerra Rússia e Ucrânia. Os governos influenciados e pressionados por movimentos ambientalistas acabaram ficando reféns das energias renováveis intermitentes e do gás natural russo. Agora a conta chegou. Os preços dos combustíveis aumentaram, trouxeram inflação, elevação da taxa de juros e o pior a possibilidade de racionamento no próximo inverno. Diante desse quadro uma solução que a Europa vem adotando são políticas de subsídios e aumentar a participação do Estado em empresas de energia.

 

CONTINUE LENDO!

 

Publicado originalmente pelo Estadão.

POSTS RELACIONADOS

    SIGA NOSSA NEWSLETTER

    ENERGIA SEMANAL