Como a indústria de óleo e gás coloca dutos no fundo do mar?

Para se colocar dutos que transportam petróleo e gás natural no fundo do mar, a indústria se utiliza de uma embarcação especializada de apoio marítimo offshore que atuam no lançamento e posicionamento de oleodutos no fundo do oceano. Este tipo de embarcação é conhecido no setor como PLSV, uma sigla para Pipe Laying Support Vessel que significa em português para Navio para Lançamento de Dutos Submarinos. Estas embarcações lançam e recolhem dutos e linhas flexíveis no mar, utilizadas para conectar as plataformas a sistemas de produção. Desta forma, um PLSV permite a continuidade das operações das zonas de perfuração do alto-mar até as usinas de processamento situadas na costa e é uma peça indispensável na totalidade das operações de perfuração de petróleo em alto-mar.

O que são e quantas são as UPGNs?

Existem 14 unidades de processamento de gás natural (UPGNs) no Brasil, sendo que 5 foram construídas após o ano 2000. Na divisão por região, temos uma na Região Norte, sete na Região Nordeste e mais seis na Região Sudeste, conforme observado na tabela abaixo. Apesar de ter uma UPGN a mais, a capacidade de processamento de gás natural é três vezes maior no Sudeste que no Nordeste.

Aumento do mercado livre de energia gera economia

Aumento do mercado livre de energia gera economia

No mercado livre, o comprador poderá escolher o seu fornecedor de energia elétrica em toda a extensão do Sistema Interligado Nacional (SIN). Na visão de Adriano Pires, especialista do setor energético, a ampliação do mercado livre pode baratear a energia elétrica para o consumidor final.