O colapso nos mercados de energia

Por Adriano Pires

A explosão dos preços dos combustíveis fósseis vem assustando os participantes do mercado de energia e escrevendo um capítulo dramático para a economia no mundo pós-covid.

De agosto para cá, o gás natural subiu acachapantes 119% na Alemanha, escandalosos 149% na França e surreais 300% no Reino Unido.
Cada novo dia traz uma história arrepiante. A Europa vive uma crise de preços do gás às vésperas do inverno, com a consequente “contaminação” dos preços da eletricidade.

Há até mesmo a suspeita de que a Rússia tenha diminuído propositalmente o abastecimento para negociar melhor os preços do gás que o gasoduto Nord Stream II levará para a Europa.

Também pressionando o preço do gás na Europa: ventou menos, e os parques eólicos do Mar do Norte produziram menos energia neste verão. Nesta segunda-feira, no Reino Unido, a Shell e a BP tiveram de fechar postos de serviço em algumas cidades: uma corrida de consumidores desesperados deixou 90% dos postos zerados.

CONTINUE LENDO!

Postado originalmente pelo Brazil Journal.

POSTS RELACIONADOS

    SIGA NOSSA NEWSLETTER

    ENERGIA SEMANAL