“Sem infraestrutura, não teremos barateamento do gás”, afirma Adriano Pires

Por Aparecido Silva para o Grupo A TARDE.

Um dos fundadores do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), o economista Adriano Pires participou, na manhã desta quarta-feira, 27, do Simpósio Regulação e Competitividade no Novo Mercado de Gás, evento realizado pelo Grupo A TARDE em parceira com a Comissão Especial de Energia da Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia (OAB-BA).

Segundo Pires, o governo brasileiro precisa buscar formas de reduzir o preço do gás natural no Brasil. “Sem infraestrutura, não vamos conseguir baratear esse preço”, frisou o doutor em economia industrial.

Para o diretor do CBIE, o governo não pode deixar que a judicialização invada o mercado. “Se judicializar o setor, não iremos a lugar nenhum. Seria o pior dos mundos”, constatou.

Em sua palestra, Pires também tratou do custo do combustível. “O gás do pré-sal é caro, porque está no mar. O da terra é mais barato”, explicou.

“A tarifa média de transporte de gás é 21,7% superior à tarifa média de transmissão de energia elétrica. A transmissão da rede elétrica possui 141,3 mil de quilômetros, enquanto a rede para transporte do gás é de apenas 9,4 mil quilômetros”, comparou o economista.

(Fonte: A TARDE)

Comments are closed.

Navigate
EnglishPortuguese